quarta-feira, 29 de abril de 2009

Freedom of the seas

No dia 26 de Abril entrei a bordo de um enoooooorme Navio, o Freedom of The Seas da Royal Caribbean. A minha primeira impressão foi: Uau, que gigante do mar.


A minha segunda impressão foi: Uau, que luxo e bom gosto.


A minha 3ª impressão foi: Uau, todos mas TODOS os colaboradores do navio são extraordinariamente simpáticos com os passageiros. Mas quando digo simpático é do género demasiado simpáticos, quase que fazem vénias, é de uma delicadeza e amabilidade fenomenais. A minha 4ª impressão foi: GRRRRRRR...o navio baloiça de que maneira hugggggg. A minha 5ª impressão foi: Que comida boa!!! Sem dúvida excelentes restaurantes com comidas internacionais (americana, italiana, japonesa, mediterranea...), e por fim a minha 6ª impressão (não que as tivesse contado LOL) foi: Uau Uau...mesmo Uau!! Incrivelmente profissionais, todos os colaboradores do Navio. A organização impecável, os timmings, a flexibilidade, o atendimento ao cliente, a preocupação com a saúde dos passageiros (note-se que no Hall principal e junto a cada WC e a cada restaurante há uma série de maquinetas do tipo sabão liquido, onde se colocam as mãos por baixo e sai automaticamente uma espuma desinfectante), "obrigam-nos" a desinfectar as mãos antes de cada refeição, e fazem-no com muito profissionalismo e subtileza.

De facto até agora, apenas o tempo, o vento e o baloiçar do navio têm constituido pequenos "senãos". De resto todo o ambiente, comida, quarto/cabine, shows, pessoal, têm sido muito bons.

Das primeiras coisas que procurámos no navio foi o ginásio. Primeiro porque não podemos interromper durante tanto tempo o nosso esquema de treino e depois porque estávamos curiosos sobre a arquitectura do espaço. Verdade seja dita é sem dúvida um ginásio com vista :) ! situado perto da proa do navio, tem janelas de alto a baixo com vista a cerca de 270º. As máquinas são de tal forma inovadoras que dá prazer sentir os músculos a queimarem. Surpresa das surpresas...às 6h da manhã estava cheio! Pois é, apesar de haver muita caloria a bordo, parece haver alguma consciência, ainda que calórica, e o certo é que essa consciência gosta de treinar...cedo!

Aproveitámos para curtir um pouco o ginásio no primeiro dia de navegação, ontem. Assistimos a um seminário que acreditamos que irá mudar a nossa vida. Mais tarde irei postar um artigo só sobre isso. Mas assenta na ideia de que o figado é responsavel pelo facto de, entre muitas outras coisas, não conseguirmos diminuir peso, estarmos cansados, termos prisao de ventre, dores musculares, dificuldades em dormir, colesterol alto, etc etc etc.

Com uma explicação metafórica e cuidada, obtivémos a solução, o AHA da saúde. Vamos começar um plano de DETOX. Desintoxicar o corpo, durante 9 meses. O objectivo é claramente perder peso, mas para mim pessoalmente é sobretudo melhorar a minha condição fisica na generalidade. Fizeram-nos exames que demonstraram os niveis de gordura no corpo, em termos de percentagem e de quilos; bem como o nivel de agua, em termos percentuais e o nivel de agua toxica também. Quanto pesa a gordura do nosso corpo e quanto pesa a massa muscular. Fiquei a saber que preciso de um DETOX, mas que na generalidade estou bem para a minha tenra idade :)

Pela primeira vez não se ouve falar em programas de emagrecimento, mas antes em questões fundamentais, como o bom funcionamento dos nossos orgãos. Gostei e amanhã irei começar a delinear o plano, vamos a isso! (Mais tarde publicarei o site dos responsáveis pelo DETOX)


Hoje visitámos Labade. depois de um dia chato de navegação (digo chato porque o vento era tanto que não se conseguia estar na piscina, andar no barco era no mínimo uma actividade desafiante...), acordámos com uma vista fenomenal sobre o HAITI , a ilha de Labade. Com um sol espectacular a celebrar o dia, partimos numa lancha em direcção à bela ilha, com vegetação intensa em todas as suas montanhas.

As águas relativamente quentes e super super transparentes convidaram ao mergulho, e depois de uns banhos de sol, muito protegidos com Protecção 50, aceitámos um desafio veloz de "duas rodas" - andar de mota de água. Aí está uma experiência que sempre quis ter e que por motivos económicos nunca foi possível. Aqui, a actividade proporcionou-se e lá fomos. Eu já era fã de velocidade aquática, mas agora fiquei ainda mais atraída por esta actividade. Não faço ideia a quanto andei, mas certamente a mais de 80km/hora, em águas ora calmas ora onduladas. Com uma vista incrivel a servir de cenário, foi das experiências mais energizantes que pude ter. Aconselho vivamente a experimentar moto de agua, num dia de calor, com uma ilha de fundo :)

Bom, são praticamente 00h e o baloiçar do navio já me está a deixar tonta novamente, vou dormir para acordar amanhã na Jamaica, onde faremos um safari! Estima-se chuva e 30º de temperatura, vai ser interessante :)

1 comentário:

Mãe disse...

Depois de ler este relato, só posso desejar que as condições climáticas melhorem para que desfrutem ao máximo de todas essas maravilhas.
Beijinhos